Migrar seu site nunca é uma tarefa fácil. Requer muito planejamento e uma execução cuidadosa. Mesmo que a migração possa ser difícil, se for feita corretamente, ela pode abrir novas oportunidades e também resolver os problemas que você estava tendo com a antiga plataforma de hospedagem.

No artigo de hoje, nos concentraremos na migração de hosts da web sem perder o SEO. Neste guia, mostraremos a você como migrar para um novo host sem perder valor de SEO.

1. Revise sua decisão de migrar

Primeiramente, deve estar claro em sua mente sobre por que você está fazendo a migração. A migração de um site nunca é uma tarefa fácil e também pode resultar em uma perda temporária de tráfego. Com o tempo, seu novo site (host) funcionará e seu site estará de volta onde está. Esse é o melhor resultado possível que você pode obter.

No entanto, existem muitas complexidades que podem surgir e que podem dificultar o crescimento e a presença do website. Se você não é capaz de fazer as coisas corretamente, você pode ter problemas e perder um ranking precioso. Em resumo, revisite sua decisão e veja se o problema pode ser resolvido sem migração. Uma migração vale a pena se você está fazendo um grande rebranding, sua hospedagem não está fornecendo o serviço necessário ou você está migrando para HTTPS. Existem outros cenários que você deve migrar e tudo depende do que você pensa sobre a situação em que está.

2. Escolha a plataforma de hospedagem correta

Agora que você já se decidiu, o próximo passo é encontrar um bom provedor de hospedagem. Você pode começar lendo os comentários dos provedores de hospedagem. Uma plataforma de hospedagem com bons recursos técnicos será capaz de lidar com seus requisitos de SEO. No entanto, antes de escolher um, é necessário certificar-se de que ela atende completamente às suas necessidades. Por exemplo, você pode verificar o seguinte:

  • Especificação técnica do servidor, como o sistema operacional, a versão do sistema e assim por diante.
  • A largura de banda do servidor
  • Bom suporte técnico e documentação
  • Baixo tempo de inatividade

3. Selecione cuidadosamente o local do servidor

O próximo passo é escolher o servidor certo para o seu site. A vantagem geográfica pode ser um fator decisivo em seu SEO . Por exemplo, se você estava segmentando Brasil antes de migrar e usou um servidor próximo, também é necessário encontrar algo semelhante a isso. Em suma, a localização do servidor é importante e afeta seus rankings de SEO. Isso também afetará seu público-alvo. Em suma, você deve saber em qual servidor seu site será hospedado. Qualquer um que esteja começando como um blogueiro sabe da importância e você não deve esquecê-lo durante a migração do host da Web também. Quase todos os provedores de hospedagem permitem que você escolha o servidor de sua escolha. Se não, você pode querer escolher uma hospedagem diferente.

3. Crie um backup

Antes de iniciar a migração, você precisa fazer o backup do seu site completamente. Você pode fazer o backup usando plugins como BackupBuddy , BackWPup ou usando um serviço de backup premium, como o VaultPress. Esta etapa garantirá que você possa reverter para o site original caso algo dê errado.

4. Mova o site do WordPress

Com backup adequado completo, agora você está pronto para mover seu site para o novo host. Você pode fazer isso sozinho ou usando um serviço profissional. Você também pode pedir ao provedor de hospedagem que você escolheu para fazer isso por você. Muitos provedores de hospedagem web fazem isso de graça, então você economizará não só dinheiro, mas também tempo.

5. Teste o novo site

Quando a migração estiver concluída, agora é hora de testar o site. Verifique cada página ou arquivo no seu novo host. Certifique-se de que tudo esteja funcionando bem antes de passar para a próxima etapa. Se você quiser ter certeza de como seu site será executado no novo host, é recomendável testá-lo antes de realizar a migração real.

6. Registros DNS precisam ser atualizados

DNS ou servidor de nomes de domínio é uma maneira de mapear o nome de domínio do seu site para o IP do servidor do seu site. Como os seres humanos não conseguem se lembrar dos números é por isso que mapeamos o endereço do servidor para o DNS. Quando você altera seu host da web, o endereço IP do servidor é alterado. Para tornar o novo servidor IP ativo, você precisa atualizar o DNS para que ele redirecione para o novo ID do servidor. No entanto, esse processo pode levar até 24 horas, o que pode ser demais para seus usuários e mecanismos de busca.

A solução é TTL (Time-To-Live). Esta é a hora em que os registros DNS serão atualizados. A boa notícia é que você pode acelerar o processo alterando o valor de TTL de 24 horas (86400 segundos) para apenas 5 minutos (300 segundos). Além disso, isso precisa ser feito um dia antes de você migrar. No entanto, o provedor de hospedagem na Web precisa oferecer suporte a esse recurso para funcionar corretamente.

7. Agora mude seus registros de DNS

A etapa final é atualizar os registros DNS e informar ao mundo sobre o novo servidor. Além disso, muitos aplicativos ou serviços que você está usando levam algum tempo para atualizar seus registros DNS. Nesse caso, você precisa manter seu servidor antigo on-line por alguns dias. Tudo indica que você deve configurar corretamente seus registros de DNS para o benefício máximo.

Conclusão

Se você seguir todas as etapas corretamente, o SEO do seu site não será prejudicado se você migrar. Além disso, você deve aguardar dois dias para ver o panorama correto. Mantenha o servidor antigo e o novo servidor ativos para garantir que a transição ocorra corretamente.

Deixe uma resposta