Como direcionar mais tráfego para seus vídeos e website?

Não é segredo que o YouTube seja uma fonte de tráfego com potencial quase ilimitado.

Há apenas um problema: É um lugar muito frequentado. Na verdade, de acordo com o YouTube, há mais de 100 horas de vídeo carregadas ao site a cada minuto.

Considerando o dilúvio de conteúdo com o qual você precisa competir no YouTube, a pergunta óbvia é: “Como você faz com que as pessoas vejam SEU vídeo em vez de milhões de outros?”

A resposta? SEO para vídeo.

Aposto que a maior parte de sua competição carrega seus vídeos com preguiça e espera que um deles seja “viral”. Nem preciso dizer que isso raramente (se alguma vez) funciona.

Mas se você tirar um tempo para otimizar seus vídeos para SEO, você receberá significativamente mais tráfego do que seus concorrentes.

Um breve guia de SEO para YouTube

Antes de mergulhar em como você pode otimizar seus vídeos para o YouTube, vamos analisar alguns dos fatores de ranking mais importantes que o YouTube usa.

Não é tão complexo quanto os famosos 200 sinais de classificação do Google, mas o algoritmo do YouTube não é brincadeira. É necessário ter dúzias de sinais para classificar vídeos na pesquisa do YouTube e para vídeos sugeridos.

Deixe-me lhe dar a lista dos sinais mais importantes que o YouTube usa:

  • Informação da title tag
  • Retenção de público
  • Palavras-chave tag de descrição
  • Tags
  • Comprimento do vídeo
  • Número de assinantes após assistir
  • Comentários
  • Likes e dislikes

Com isso, é hora de mostrar-lhe cinco maneiras de aproveitar esses sinais para obter mais tráfego para seus vídeos… e, finalmente, para o seu site.

  1. Escreva descrições de vídeos super-longas

Lembre-se de que o YouTube e o Google não podem assistir ou ouvir seu vídeo (ainda).

Isso significa que eles dependem fortemente do texto em torno do vídeo para entender o tópico do seu vídeo.

Bem, quanto mais o YouTube sabe sobre seu vídeo, mais confiavelmente pode classificá-lo para a sua palavra-chave alvo.

Mas, mais importante ainda, o YouTube usa palavras-chave na descrição para classificá-lo para palavras-chave de cauda super-longa.

Uma descrição longa – juntamente com algumas outras técnicas que eu vou mostrar mais tarde – ajuda a classificação do vídeo rapidamente por sua palavra-chave alvo.

Conclusão: Certifique-se de que as descrições de seus vídeos tenham pelo menos 200 palavras.

  1. Otimizar “palavras-chave de vídeo”

O ranking no YouTube é excelente, mas classificar o seu vídeo no YouTube e no Google é ainda melhor.

Embora o Google ofereça aos vídeos do YouTube uma vantagem intrínseca nas SERPs, isso só é válido para certas palavras-chave.

Essas palavras-chave são chamadas de “Palavras-chave de vídeo” porque elas tendem a ter resultados de vídeo na primeira página do Google.

Por exemplo, qualquer palavra-chave que inclua “gatos fofos” quase sempre terá alguns resultados em vídeo.

Alguém que procura por “gatos fofos” não quer ler um artigo como “10 razões pelas quais os gatos são muito maus.” Eles querem ver gatos fofos tocando, comendo e dormindo!

Por outro lado, alguém que procura por “torsão de tornozelo” quer ler sobre sintomas e tratamentos. O Google sabe disso e mostra a esses pesquisadores um bloco de 10 artigos de texto.

Conclusão: antes de decidir uma palavra-chave para o seu vídeo, verifique se há resultados de vídeo na primeira página. Se assim for, essa é uma palavra-chave que você deve considerar, porque você pode potencialmente obter seu vídeo classificado no Google e no YouTube.

  1. Obter mais visualizações de vídeo de comunidades on-line

Comunidades online como grupos de Quora e LinkedIn são lugares fantásticos para canalizar o tráfego.

A questão é: a maioria das comunidades não encaram muito gentilmente alguém soltando links para seus conteúdos em todo o lugar.

Mas eles geralmente estão abertos para pessoas que compartilham vídeos úteis do YouTube, como os seus!

Como o número e a qualidade das suas visualizações de vídeo é um dos fatores de classificação do YouTube mais importantes, a obtenção de visualizações de comunidades específicas faz maravilhas.

Basta encontrar uma pergunta na comunidade que seu vídeo poderia ajudar a responder. Em seguida, forneça algum valor e sugira que as pessoas vejam seu vídeo se quiserem mais informações.

Conclusão: compartilhe seu vídeo em comunidades online. Isso irá ligar o seu vídeo com o tipo de exibição de qualidade e alta retenção que o YouTube gosta de ver.

  1. Incentivar a inscrição e as ligações

Como o algoritmo do YouTube não usa backlinks, ele coloca muito peso nos sinais de experiência do usuário. Se as pessoas gostam de assistir seu vídeo, espere que ele detone a pesquisa do YouTube.

Se inscrever e dar like são dois dos sinais de experiência de usuário mais importantes que o YouTube usa.

Quando alguém gosta do seu vídeo o suficiente para se inscrever depois de assistí-lo, ele envia uma mensagem forte para o YouTube que você tem um vídeo muito bom em suas mãos.

Os likes são muito menos importantes, mas eles ainda contam.

Você pode acelerar esses dois sinais de experiência do usuário apenas pedindo.

No final do seu vídeo, dê às pessoas um forte apelo à ação que os encoraja a se inscrever.

Conclusão: Peça às pessoas que gostem, comentem e se inscrevam em cada vídeo.

  1. Criar listas de reprodução ricas em palavras-chave

Não deixe seu canal do YouTube uma bagunça desorganizada.

Uma das maneiras mais fáceis de obter mais tráfego de pesquisa no YouTube para seus vídeos é organizar seus vídeos em listas de reprodução.

Uma lista de reprodução rica em palavras-chave oferece informações mais profundas para o  YouTube sobre o tópico do seu vídeo. E, como vimos com sua descrição, mais conteúdo baseado em texto = mais visualizações.

Conclusão: Depois de ter 10 vídeos no seu canal do YouTube, organize-os em listas de reprodução temáticas.

Deixe uma resposta